Entrevista Esquire UK 2014: Como impressionar Caity Lotz

Em março de 2014, Caity concedeu uma entrevista à revista Esquire UK para promover o filme The Machine (no Brasil, “Soldado do Futuro”) no qual é protagonista. Confira abaixo a entrevista completa:

Caity Lotz é o tipo de garota californiana que todos nós sonhamos – olhos topázio hipnóticos, cabelos babados pelo sal do mar e o tipo de sorriso radiante que nós britânicos parecemos incapaz de produzir.

Depois de um papel recorrente em “Mad Men”, ela é a estrela do filme futurista “A Maquina”, aonde ela interpreta uma programadora de computadores que está trabalhando em um robô lutador que também pode intermediar negociações de paz.

Nós conversamos com ela para saber o que ela pensa sobre os homens, como começar conversas, a altura ideal e metrossexualidade:

Um monte de caras legais agora não tentam falar com as mulheres, porque eles não querem parecer desprezíveis, mas as garotas não querem dar em cima dos caras, elas querem ser abordadas primeiro. Então os caras bons precisam começar mais conversas com as garotas.

 
Mas as garotas também precisam ser legais, as mulheres agora são programadas para dispensar qualquer cara que venha até ela – nós precisamos ser gentis.
 
Está tudo bem para um cara vir até mim em um café. As pessoas precisam falar mais umas com as outras. Se você conversar com a mulher ao seu lado na fila do supermercado, muda toda a experiência – você se sente conectado às pessoas.
 
Eu gosto de um cara um pouco diferente. Se é a maneira de se vestir, ou a forma como eles se movem: eles não tem medo de serem eles mesmos. Eu acho isso realmente atraente.
 
Mas se eles estão usando roupas chamativas, têm que ser genuíno. Porque tem toda a coisa de usar roupas estranhas e esperar que as garotas comecem conversa. – você pode facilmente ver através disso.
 
Eu odeio homem usando skechers. E camisetas com muitas coisas nela, tipo escrita e strass. Eu gosto de um estilo simples e clássico.
 
Meu encontro ideal seria ir para a praia. Eu amo estar ao ar livre. Levar um piquenique, levar a música, e simplesmente sair e conversar.
 
Caras americanos têm um estilo mais descontraído, casual. Rapazes britânicos parecem se vestir um pouco melhor. Eu gosto disso.
 
Eu gosto de um cara que seja alegre. Eu sou uma pessoa muito séria,  então eu gosto se um cara consegue me ajudar a relaxar.
 
Pode ser difícil para os homens para entender a minha carreira. É um negócio estranho. Eu estou fora de LA mais do que eu estou lá. Você realmente tem que confiar no outro.
 
Eu não tenho nenhum tipo. É tudo sobre a personalidade. Eu não acho que eu já tenha namorado alguém que fosse menor do que eu, mas a altura não é empecilho.
 
Los Angeles tem um monte de caras chorões. Alguns deles são super metrossexuais. Limpo é bom, mas eu não acho que você precise para ser excessivo – Eu não sou perfeita; Eu não quero um cara que vai ser mais bonito do que eu!