Em entrevista, Caity fala sobre Legends Of Tomorrow e 400 Days

Essa semana, Caity Lotz foi entrevistada pelo site Cosmopolitan por conta da estreia do filme que protagoniza chamado 400 Days essa semana e Legends Of Tomorrow estreando na CW no dia 21. Confira abaixo a tradução completa:

Você talvez reconheça Caity Lotz pelo seu trabalho como Sara Lance em Arrow, um papel que ela irá repetir em Legends Of Tomorrow a partir de 21 de Janeiro. Mas antes disso, você pode vê-la no filme da Syfy, 400 Days, (nos cinemas e agora disponível para compra), um filme espacial que não é bem um filme espacial. Caity interpreta Emily, uma dos quatro aspirantes a astronautas participando de um experimento para ver como reagirão ao confinamento em uma nave espacial pequena em uma missão de 400 dias. Não demora muito para que as coisas deem errado, e logo Emily e seus companheiros não tem certeza se o experimento é realidade, alucinação ou algo muito pior. Caity falou recentemente com o Cosmopolitan.com sobre ir ou não para o espaço e o que os fãs da Canário podem esperar da Canário Branco de Legends Of Tomorrow.

Como você se sente sobre o espaço na vida real? Você iria se você tivesse a chance?

Caity: Se você quer ser um grande explorador ou descobridor, você tem que ir para o espaço. Isso é realmente o mundo novo. Eu iria que fazer isso? Eu não gosto da ideia dessas missões para Marte onde são como “Você irá, colonizará e nunca voltará, então todo mundo que você já conheceu e amou se foram para você” Mas eu adoraria ir para o espaço e volta! Eu iria; Eu adoraria vê-lo. Eu imagino que seria incrivelmente bonito, mas por agora, eu resolveria entrar em algo com gravidade zero. Isso também satisfaria muitos dos meus desejos do espaço.

Sim, então você não teria que se preocupar com ganhar 40 anos por conta da velocidade da luz.

Caity: Ou morrer. Eu acho que a porcentagem de algo catastrófico acontecer se você fosse para o espaço é tipo 30%.

Você também tem Legends Of Tomorrow estreando este mês. Como a Canário Branco difere da Canário que conhecemos de Arrow?

Caity: Bom, ela ainda é Sara Lance. Eu acho que Sara, a Canário Branco, agora tem mais momentos divertidos. Há um pouco mais de humor nela. Sara sempre teve esse tipo de escuridão pairando sobre ela, o que a torna uma complicada e interessante personagem — aquela coisa de heroína ferida e relutante que eu amo sobre ela. Mas nesse show ela também tem alguns momentos realmente divertidos, tipo ela fumar maconha. Ela tem algumas falas engraçadas e relaxa um pouco.

Também terá a viagem no tempo, certo?

Caity: Nós estamos viajando pelo tempo e espaço. É muito legal, e é tão engraçado porque toda vez que recebemos um novo episódio, nós ficamos tipo ”Ai meu Deus, nós vamos para os anos 50″ ou ficamos tipo “Oh, droga, nós iremos para os anos 80 de Rússia Soviética” Por toda parte. E a diferença das vestimentas são realmente divertidas, tipo eu amei todos os meus looks dos anos 70. Eu vesti algumas coisas legais.

Quão secretos são os escritores sobre as histórias futuras?

Caity: Nós na verdade estivemos brigando com eles para dar-nos mais informações porque eles fazem essa coisa onde os atores são os últimos a saber. Cabelo e maquiagem terão versões breves e adiantadas dos episódios seguintes, e nós não os teremos até que seja um projeto de produção. Agora temos rascunhos antes. Você quer saber onde seu personagem está indo — tipo se você tem um interesse amoroso, isso será coisa de uma vez só? Ou essa pessoa será o amor da minha vida? Você quer ver onde eles indo com isso. Então finalmente tivemos isso!

Quantas das suas cenas de ação você que faz?

Caity: Tudo sobre as lutas eu geralmente faço. Eu tenho uma impressionante dublê, então para gravar quedas, ser atropelada, lançada de um lado a outro de uma sala ou algo assim, eu sou tipo, “Sim, vá em frente. Você faz esse.” É perigoso. Você tem que saltar através de um vidro. Quando pessoas pulam através do vidro, alguém tem que apertar o botão e o vidro quebra, mas você deveria supostamente bater nele primeiro e depois quebrá-lo imediatamente, mas se isso não é cronometrado direito você pode realmente se machucar. Além disso, você irá se cortar mesmo que seja falso, você ainda terminará com cortes, então definitivamente há vezes que você precisa de um dublê.

Mas para o material de combate, é principalmente eu. Eu treinei em artes marciais antes mesmo de começar a atuar. Eu era uma dançarina, e depois eu estava quase indo ser dublê. E antes da série, eu comecei a treinar com esse cara Dan Inosanto, que é uma lenda viva… Está sendo tão útil porque nós nos movemos tão rápido aqui, nós não temos tempo para ensaios. Eu tenho que aprender algumas das coisas no dia, então é bom já ter esse acúmulo de vocabulário.

Qual é a pior lesão que você já teve durante as filmagens de Arrow ou Legends Of Tomorrow?

Caity: Eu estou batendo na madeira agora, mas eu não tenho. Mesmo em todos os meus anos como b-girl, dançando break, parkour, a única coisa foi que eu “ferrei” meu joelho. Fiz uma cirurgia no joelho, mas isso foi anos de abuso do meu corpo. Agora eu aprendi a ser gentil comigo mesma, considerando que antes eu estava firme ganhando contusões por todo lado e fazendo flips no chão. Agora estou tipo “Eu serei delicada e gentil com meu corpo, e amá-lo, e agradecê-lo por fazer todas essas coisas boas por mim.”

E qual é o movimento mais difícil que você já fez na tela?

Caity: Um corkscrew. É um flip no qual você corre para frente e faz um backflip. Então você está se movendo para frente e você faz um backflip para trás, e nisso você faz um giro completo. Eu fiz isso e nunca foi ao ar! Ele nunca foi liberado, mas definitivamente foi o movimento mais legal que já fiz na câmera. Eu não tento fazer essas coisa mais. Eu não quero quebrar minha cara.

Tradução: Equipe CLBR.

O filme “400 Days” está nos cinemas ao redor do mundo, porém infelizmente, não no Brasil. É possível comprá-lo ou assistí-lo em inglês, confira as opções no site oficial neste link. Enquanto Legends Of Tomorrow estreia dia 21 de Janeiro no canal americano CW e na Warner no Brasil, porém data de previsão.