Em entrevista ao WWD, Caity fala sobre dança, luta e experiências de carreira

Esta semana foi divulgada uma nova entrevista de Caity Lotz ao site WWD, no qual ela fala sobre sua carreira como dançarina da Avril Lavigne, Legends Of Tomorrow e muito mais. Confira abaixo a tradução:

Sobre sua experiência fazendo turnê pela Europa em uma girlband e dançando para Avril Lavigne:

Caity: Eu comecei a ir para Los Angeles quando eu tinha 17 anos, fazendo trabalhos de dança. Eu vivi na Europa por dois anos, depois estava em turnê por quase outro ano completo. Eu estava em um grupo de cantoras nesse período aleatório da minha vida — Eu estava em um grupo pop, uma grupo de garotas. Foi definitivamente divertido — Eu nunca tinha estado na Europa antes e fui com algumas das minhas melhores amigas e nos divertimos. Nós tínhamos a base em Berlim mas viajamos muito. Depois disso, fui em turnê dançando com Avril Lavigne. A dança é o que me levou para Los Angeles. Comecei com jazz e contemporâneo, então mudei para freestyle, hip-hop e breaking. Eu sou uma artista, mas eu não era a melhor cantora do grupo — Digo, não sou terrível. Mas eu não voltarei a cantar, isso é certeza.

Sobre porque parou de dançar para Avril Lavigne:

Caity: Quando eu voltei da Europa e fui em turnê com a Avril, eu estava tipo “Eu não quero mais dançar, não é emocionante pra mim”. Nós estávamos fazendo performances em frente de arenas cheias de pessoas e eu apenas não estava ansiosa. Isso não estava me fazendo ter medo ou ficar nervosa, então pensei “Eu acho que é hora de seguir em frente”. Eu comecei a fazer aulas de atuação — Eu estava interessada nisso por um tempo, mas pensava “Não sou uma atriz, apenas farei essas aulas” e então fiz durante dois anos e me apaixonei. Depois disso, eu apenas fui sortuda.

Em ter “Mad Men” como seu primeiro trabalho:

Caity: ‘Mad Men,’ claro. Esse foi meu primeiro trabalho de atuação. Eu apenas fiz a audição  — meu parceiro de cena na classe conseguiu uma audição para uma agência e precisava de alguém para fazer a cena com ele. Então eu fui com ele e os jurados ficaram “E sobre você?”. Naquele tempo eu não imaginava quão grande “Mad Men” era.

Em inicialmente ter sido tachada como “não muito do tipo CW”

Caity: Meu gerente me ligou depois da audição de Arrow e disse “É, você não vai conseguir porque eles disseram que você não é muito do tipo CW” e eu estava tipo “F–da-se eles, eu não quero ser CW mesmo”. Então algumas semanas depois, eu recebi uma ligação para fazer um teste de química em cena e estava tipo “OK, talvez eu seja CW”.

Sobre usar sua experiência como dançarina em suas cenas de ação:

Caity: Minha experiência na dança ajuda e eu também fiz artes marciais — antes de atuar, eu estava pensando em ser uma dublê. Para mim, a oportunidade de combinar a minha fisicalidade com a atuação é muito emocionante. Na verdade eles não exigem que façamos, porque temos dublês maravilhosos que eles podem usar.  Mas eu amo fazer isso — para mim, luta é similar a dança, onde você pode ter seu próprio estilo específico e que se pareça com você. Eu me sinto da mesma maneira com a luta — Eu quero que se pareça comigo e estar no estilo que eu quero lutar.